Zé Barbeiro | Bate-Papo

08 de Outubro de 2012

Um dos mais modernos compositores de choro, Zé Barbeiro apresenta repertório inédito, com uma assinatura muito pessoal no desenvolvimento das melodias e rítmicas inesperadas, explorando muitos acordes dissonantes e progressões não muito comuns no choro tradicional.

Perguntas

  1. Como é para você fazer esse som?
  2. Como é fazer essa parceria com baixo, bateria e a sétima corda do violão?
  3. A música "Chora na Rampa" tem um diálogo forte entre o violão e o baixo?
  4. Como é tocar cavaquinho nessa formação ortodoxa para choro? São caminhos muito diferentes do choro que o Zé Barbeiro percorre na composição?
  5. Você que está com o Zé Barbeiro há tanto tempo, você tem visto a evolução? O Zé Barbeiro sempre foi complicado ou ficou mais sofisticado com o passar do tempo?
  6. No sax "Mamão com Açúcar" também não é mole né?
  7. Fala um pouco da história de fazer as músicas desse jeito. É uma inquietação sua desde que começou no violão de sete cordas, ou isso veio num dado momento?
  8. É melhor "Mamão com Açúcar" do que "Comendo Bacuri". Você tem consciência que já é uma referência no choro nacional?
  9. Após a formação desse grupo existe a possibilidade de mais apresentações com essa mesma turma?
  10. Você esteve em São Luís do Maranhão e deixou uma legião de fãs e fez um show incrível. Como é fazer esse show fora de São Paulo?
  11. Entre a distribuição das partituras, montagem do show, elaboração de repertório dentro dos conceitos de duração e resistência física e técnica, quanto tempo se demora para a montagem do espetáculo?
  12. Tem algumas pessoas do choro que reclamam dos seus choros rápidos. O que você acha disso? Tocar rápido também não é bonito?
Voltar ao topo

Programação SescTV

30 de Setembro

  • 03:30Passagem de Som - Michelle Abu
  • 13:00Passagem de Som - Big Chico
  • 13:30Instrumental Sesc Brasil - Big Chico
  • 18:00Instrumental Sesc Brasil - Matheus Barbosa
programação completa