Guilherme Kastrup | Bate-Papo

23 de Fevereiro de 2015

Depois de muito tempo contribuindo para o trabalho de outros artistas com seu talento de baterista, percussionista e produtor, Guilherme Kastrup lançou seu primeiro trabalho autoral: Kastrupismo. Um disco “instrumental com pegada de canção, experimental mas saborosamente pop; música para ouvidos livres”, na definição de Arnaldo Antunes.

Perguntas

  1. Guilherme, na última música vocês tocaram um frevo, mas com uma mistura oriental, de onde vem essa mistura?
  2. A proposta do Kastrup é essa mistura de sons e influências diferentes?
  3. Maestro Benjamin, o que nós ouvimos hoje aqui, como você classifica?
  4. Juliana, o que você achou dos sopros que você ouviu hoje aqui?
  5. Simone Soul, você pode falar um pouco desse som de hoje do Kastrup?
  6. Simone pergunta se Kastrup é o produtor, compositor, músico?
  7. Marcondes, você que está sempre aqui no palco ou platéia, o que você achou do show?
  8. Como funciona esse som com tantos aparatos técnicos e pedais que deixa a platéia sem saber quem está tocando?
  9. Marcelo, como surgiu esse lado underground na sua música e quais os pedais que você está usando?
  10. Para os sopros, vocês usam esses pedais em outros trabalhos ou só aqui no Kastrupismo?
Voltar ao topo

Programação SescTV

31 de Março

  • 06:00Instrumental Sesc Brasil - Yaniel Matos Trio
  • 13:00Passagem de Som - Victor Prado
  • 13:30Instrumental Sesc Brasil - Victor Prado
  • 18:00Instrumental Sesc Brasil - Iroko Trio
programação completa