Ó do Borogodó | Bate-Papo

21 de Abril de 2009

Formado inicialmente para tocar na casa noturna paulistana de samba Ó do Borogodó, o grupo musical acabou adotando o nome do bar e está lançando seu primeiro CD, Um Tributo a Altamiro Carrilho, no qual faz um apanhado das composições do flautista, em várias fases de sua carreira. É integrado por Lula Gama (violão), Ildo Silva (cavaquinho), Alexandre Ribeiro (clarinete) e Roberta Valente (pandeiro), todos músicos experientes que já acompanharam nomes como Beth Carvalho, Yamandú Costa e Tom Zé.

Perguntas

  1. Há quanto tempo vocês estão juntos e que outras formações o grupo já teve?
  2. Há quanto tempo você se dedica ao choro e por quê?
  3. Qual o limite da improvisação no choro?
  4. A Roberta me falou que uma das coisas que ela mais gosta no choro é a dedicação que o instrumentista tem que ter com o gênero. Essa coisa do estudo é comum a todos vocês?
  5. Você fez aqui uma composição e também uma música do Altamiro Carrilho. Há quanto tempo você convive com o pessoal do Ó do Borogodó?
  6. Você pode falar um pouco sobre o Cola Grande?
  7. Existe diferença entre o choro e o chorinho ou são só dois jeitos de chamar?
Voltar ao topo

Programação SescTV

21 de Setembro

  • 05:00Instrumental Sesc Brasil - Orquestra de Berimbaus Morro do Querosene
  • 09:30Passagem de Som - La Cumbia Negra
  • 10:00Instrumental Sesc Brasil - La Cumbia Negra
programação completa